Ferramentas de Usuário

Ferramentas de Site


sistemas_operativos:linux:shell_script:intro

Tutorial

A shell do Linux é uma poderosa ferramenta que traz ao utilizador toda a flexibilidade dos sistemas Unix e todos seus comandos. Neste caso vai-se explicar um pouco de scripts-shell do bash.

Muita gente não sabe que o bash tem uma poderosa linguagem de script embutida nele. Diversas pessoas utilizam-se desta linguagem para facilitar a realização de inúmeras tarefas administrativas num sistema Linux, ou até mesmo para criar seus próprios programas. Para quem gosta de usar a criatividade para criar coisas e facilitar o uso do sistema no dia-a-dia, o shell-script é um prato cheio para começar.

Ideal para quem está a começar na programação, porque dá uma boa noção do básico da lógica da programação. Combinando todos os comandos avançados do Linux, consegue-se fazer coisas muito úteis e aprender muito sobre a lógica da programação.

Criação de um programa da shell (bash)

Programa da shell - programa constituído por comandos Unix (bash file, shell script)

Para criar um programa da shell introduza os vários comandos Unix num ficheiro, umas das vantagens do shell-script é não precisar de ser compilado, basta escrever o texto e já está, como por exemplo:

 #!/bin/bash   ---> inicio do shell script
 echo "ola" --> este echo ja vos deve ser familiar e usado no Batch de Dos ou mesmo no PHP; e para escrever na consola neste caso
 echo "ola"
 echo "ola"

Depois da criação do programa, é necessário colocar permissões de execução no ficheiro.

 chmod u+x prog

Depois de dar permissão a ficheiros basta fazer ./nome_file

Variáveis nos ficheiros da shell

Exemplo simples de utilização de uma variável. Atenção que não devem ser utilizados espaços entre a variável, o sinal de igual e o valor atribuído:

 #!/bin/bash
 nome="Pebat" ----> variável que lhe atribui o valor
 echo $nome  ---> aqui vamos mostra na shell o valor da variável

As variáveis nos ficheiros da shell não precisam, de ser declaradas, e são todas do tipo string. Exemplos de variáveis já definidas no sistema: PATH, HOME. Execute os seguintes comandos na linha de comandos:

 echo $HOME
 echo $PATH

O comando set permite visualizar todas as variáveis dos sistema.

Argumentos dos programas da shell

Um programa da shell pode receber argumentos através da linha de comandos. O programa acede a estes valores através dos parâmetros posicionais: $1, $2, $3, … O programa seguinte mostra no ecrã o paramento passado na linha de comando:

 #!/bin/bash
 echo "ola" $1

Como executar este programa: chmod u+x nome(o nome do meu ficheiro) depois ./nome pebat irá aparecer ola pebat

Alguns exemplos práticos

* Mostra os 9 argumentos passados através da linha de comando *

#!/bin/bash
      echo "O primeiro parametro e " $1
      echo "..." $2
      echo "..." $3
      echo "..." $4
      echo "..." $5
      echo "..." $6
      echo "..." $7
      echo "..." $8
      echo "..." $9

* Neste caso os parâmentros são todos escritos numa só linha *

 #!/bin/bash
 echo $1 $2 $3 $4 $5 $6 $7 $8 $9

* Igual ao anterior. A variável $* contém todos os argumentos *

 #!/bin/bash
 echo $*

* Mostra o nome do próprio programa e o número de argumentos deste *

 #!/bin/bash
 echo "o nome deste ficheiro da shell e " $0
 echo "o numero de argumentos e " $1
sistemas_operativos/linux/shell_script/intro.txt · Última modificação em: 2018/05/14 21:37 (edição externa)