Ir para o conteúdo

Serviços

Embora na programação orientada a objectos seja sempre aconselhável que cada objecto tenha as suas responsabilidades e execute as funções relativas a estas, este torna-se por vezes um trabalho complicado, sendo que se criam novos objectos para realizar essas tarefas. Esses objectos são os serviços. Estes objectos são caracterizados por:

  • Possuírem uma responsabilidade que não encaixa nem num value object, nem num reference type.
  • Terem uma interface definida em torno de outros elementos do domínio (dando uso a outros objectos).
  • Não terem estado visível para o cliente (embora possam ter estados internos).

Os serviços devem ser sempre usados apenas em último recurso, sendo que, quando usados, têm de tentar estar sempre o mais possível encaixados na linguagem ubíqua do problema.

Referências

  • Desenvolvimento Orientado por Objectos - MIRANDA, João e ALMEIDA, José